mercredi 11 août 2010

Dark haired girl.

Façamos assim. Te pego na rua. Você vem de ônibus, te busco no ponto. Passo de carro mesmo, vamos no meu, não tem problema. Vou me vestir do que você quiser, sério. Mulher, homem. O que quiseres. Para tirar lentamente depois. Também podemos não tirar. Quero te olhar, de qualquer maneira. Me demorar, te ensinar a demorar... mas chegar lá. Dedicar um tempo que mereces. Tem um arzinho de suculento, isso tudo daí que carregas. Nesse quadril largo, nessa anca que balança. Que rebola. Aposto que faria rebolar ainda mais. Quero tentar, entende? Sei que no olho puxado, no olho de lado, que escuta, também vê um pouco de mim. Nos apelos, nas mensagens, no que não é dito. Até no silêncio que me dedica. Se nunca gritou, irá. Se nunca gemeu, irá. Não pode mais perder tempo. Tempo magnânimo e lindo. Doce e intenso. Não podes perder, sabe? Não deixo mais. Sinto na obrigação de te pegar pela mão e mostrar os lugares, os sabores, os odores. Tudo com carinho, ardor, dedicação. Porque mereces. Porque precisas. Porque eu quero. Que-ro.

1 commentaire:

Samya Peruchi a dit…

uau!!! quero esse p mim!
rs